Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Início do conteúdo

IPE Saúde | Comunicação de óbito de usuário(a)

IPE Saúde

O que é?

Em caso de falecimento de titular do IPE Saúde, os dependentes ativos (inclusive Dependentes PAC) são automaticamente desligados. Contudo, aqueles que forem aptos a se habilitar para o recebimento do benefício de pensão por morte pelo IPE Prev (exceto os Dependentes PAC) ficam com o IPE Saúde ativo por 90 dias após a data do óbito do segurado.

Para permanecerem com o plano IPE Saúde, portanto, os dependentes têm as seguintes opções:

1) Solicitação de concessão de pensão por morte junto ao IPE Prev, disponível neste link

• Esta medida prevê a manutenção do IPE Saúde após os 90 dias em que o plano permanece ativo após a data do óbito, ou seja, durante a tramitação do processo de pensão.

• Se for deferido o pedido de pensão, o dependente continua como beneficiário(a) do plano, descontando em folha o percentual de 3,1% mensalmente.

2) Adesão à modalidade de Dependente Optante - veja as orientações e encaminhe a solicitação clicando aqui.

• Quando não for solicitada a pensão por morte.

• Se for Dependente PAC.

• Se for dependente de segurado(a) de prefeitura e/ou outros órgãos*.

(*) O dependente de segurado de prefeitura e/ou outros órgãos que se torna pensionista pelo Fundo de Pensão do município, poderá manter o plano ativo através da contribuição sobre a sua pensão -Não sendo necessária, neste caso, sua adesão como Dependente Optante.


Nas demais situações (falecimento de dependentes, por exemplo), a orientação é que o óbito do usuário seja comunicado através do formulário digital fixado no botão acima.

RS.GOV.BR - Portal de Serviços Digitais