Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.

Início do conteúdo
Página inicial > Últimas > Estado começa distribuição de equipamentos para redução da mortalidade materna

Estado começa distribuição de equipamentos para redução da mortalidade materna

Estado começa distribuição de equipamentos para redução da mortalidade materna
Os trajes antichoque não-pneumáticos são utilizado em casos de hemorragias pós-parto - Foto: Divulgação SES - Download HD (1,63 MB)

A Secretaria da Saúde (SES) iniciou, nesta terça-feira (21), a distribuição para hospitais dos kits de trajes antichoque não-pneumáticos, equipamento utilizado em casos de hemorragias pós-parto. O uso do traje garante a continuidade do fluxo sanguíneo em órgãos vitais como o cérebro, coração e pulmão, a partir de compressão em membros inferiores do corpo e da pelve.

A entrega para os primeiros dos 84 hospitais que receberão o equipamento ocorreu durante a abertura do Seminário Macrorregional Sul do Projeto Apice On, que teve a presença do secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis. O evento, que acontece no Hotel Embaixador em Porto Alegre, propõe a qualificação da atenção obstétrica neonatal em hospitais de ensino, universitários e que atuam como unidade auxiliar de ensino no âmbito da Rede Cegonha.

A iniciativa preconiza a realização de ações de qualificação nas áreas de atenção ao parto, nascimento e abortamento; saúde sexual e saúde reprodutiva; e atenção humanizada às mulheres em situação de violência sexual.

Na mesa de abertura do evento, João Gabbardo dos Reis, reiterou que a qualificação do parto é um dos temas prioritários da pasta. "Estamos estimulando que esses procedimentos passem, cada vez mais, a serem realizados em hospitais que reúnam as condições de segurança para a mãe e para o bebê", disse.

Os trajes antichoque não-pneumáticos (TAN) são empregados em situações de hemorragia até o tratamento definitivo, principalmente quando a mulher precisa ser transferida. O kit faz parte da tecnologia do projeto Zero Morte Materna por Hemorragia, do Ministério da Saúde e Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).


Texto: Rovani Moreira de Freitas/Ascom SES
Edição: Denise Camargo/Secom


Endereço da página:

Compartilhar:

Governo do Estado do Rio Grande do Sul