Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.

Início do conteúdo
Página inicial > Últimas > Congresso reúne voluntários e entidades de apoio à criança com câncer na Serra

Congresso reúne voluntários e entidades de apoio à criança com câncer na Serra

Congresso reúne voluntários e entidades de apoio à criança com câncer na Serra
Secretária Maria Helena Sartori prestigiou a abertura do evento em Gramado - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini - Download HD (334,00 kB)

Profissionais, voluntários e entidades regionais e nacionais da saúde se reúnem desde quarta-feira (11), em Gramado, na Serra, para compartilhar e promover boas práticas para qualificar o tratamento de crianças e adolescentes com câncer. Até sexta-feira (13), o 20º Congresso Nacional de Voluntários e Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer organiza discussões sobre como proporcionar melhor qualidade de vida aos pacientes desde o diagnóstico, tratamento, atendimento integral até a orientação aos familiares.

Ao prestigiar a abertura, a secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, reforçou o compromisso do Estado em elaborar políticas públicas para saúde e bem-estar. "Esse é um momento que nos emociona. Vocês são a felicidade de todas as crianças e pacientes que precisam do carinho, da atenção e das equipes médicas que podem dar todo apoio e cuidado para um tratamento sem sequelas", compartilhou.

Maria Helena citou a campanha Escolha o Destino como exemplo de projeto público que beneficia crianças por meio da destinação de parte do Imposto de Renda dos cidadãos para o Fundo da Criança ou do Idoso. "O RS poderia ter destinado, somente em 2015, cerca de R$ 300 milhões a esses fundos. Pensem no que vocês fariam se esse o Fundo da Criança tivesse um valor como esse. Muitos falam 'a gente paga imposto e nunca sabe pra onde vai'. Bom, com essa campanha podemos escolher e saberemos onde estarão os recursos", afirmou.

Foco em boas práticas melhora qualidade de vida da criança com câncer. Dani Barcellos/Palácio Piratini

"Não há como definir a importância de vocês neste cenário. Vocês são verdadeiros anjos do Brasil, e Gramado está comovida em recebê-los. Esse tipo de evento é especial na nossa cidade", acrescentou o prefeito de Gramado, João Alfredo de Castilhos Bertolucci (Fedoca).

Reduzir mortalidade

"A mortalidade do câncer na América do Sul é três vezes maior que na Europa e Estados Unidos, o que significa que temos muito trabalho pela frente. Esse congresso é uma oportunidade de compartilhamento de conhecimento e discussão de estratégias de gestão para que nossas crianças tenham acesso a diagnóstico e tratamentos de qualidade", avaliou o diretor presidente do Instituto do Câncer Infantil, Algemir Brunetto. Atualmente, o índice de cura da doença no Brasil é de 75%, conforme a diretoria da organização sem fins lucrativos que há 25 anos atua com propósito de aumentá-lo.

Para a presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope), Sima Ferman, os voluntários e gestores públicos fazem a diferença com o diagnóstico preventivo. "Aquela criança com câncer tem que ter clareza de que ela não está sozinha e só vamos conseguir isso nos unindo", reforçou.

Participaram da abertura voluntários de Aracajú, Minas Gerais, Natal, Brasília, Florianópolis, Rio de Janeiro, Baruaru, Mato Grosso do Sul, Teresina, Salvador, Espírito Santo, Maranhão, Maceió, Itapuna, e outras localidades.

O 20º Convocc é realizado pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc), em parceria com o Instituto do Câncer Infantil. O evento, com patrocínio do Banco do Brasil e Instituto do Câncer Ronald McDonald, teve apresentação da jornalista e embaixadora do Instituto do Câncer Infantil, Cristiane Silva.

A programação completa pode ser conferida no site.

Texto: Letícia Bonato
Edição: Gonçalo Valduga/Secom


Endereço da página:

Compartilhar:

Governo do Estado do Rio Grande do Sul