Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.

Início do conteúdo
Página inicial > Artigos > Juntos, podemos salvar 972 vidas, por Ildo Mário Szinvelski*

Juntos, podemos salvar 972 vidas, por Ildo Mário Szinvelski*

Diretor-geral do Detran RS
Ildo Mário Szinvelski, diretor-geral do Detran RS - Foto: Divulgação DetraRS - Download HD (307,00 kB)

slogan da Década Mundial pela Segurança no Trânsito, instituída pela ONU em 2011, diz tudo: Juntos, podemos salvar milhões de vidas. Diz o que queremos alcançar e como podemos atingir essa meta. De fato, somente o trabalho coletivo tem força para afrontar a gravidade das perdas de vidas em nosso trânsito. Não por acaso, no mesmo ano de 2011 o Detran/RS, conectado ao que se desenvolvia no restante do mundo, criou dois grandes programas: a Balada Segura e a Viagem Segura. Um com foco principalmente na questão da alcoolemia ao volante em ambiente urbano, outro direcionado para o aumento de circulação de veículos em estradas e rodovias nos feriados. Ambos somando os esforços de órgãos e entidades rumo a um só objetivo: a redução do número de mortos e seqüelados no trânsito gaúcho. 

No feriado de15 de novembro, o Detran/RS e seus parceiros comemoraram cinco anos ininterruptos de Operação Viagem Segura. Celebraram a união em torno de um ideal que parecia distante, mas que hoje já registra uma redução histórica nos índices da acidentalidade no Rio Grande do Sul. Em cinco anos, reduzimos em 36% a tendência de óbitos no trânsito, o que representa 972 vidas salvas no período. 

Mas enquanto houver uma morte no trânsito, não estaremos satisfeitos. Nossa comemoração é pela coesão que atravessou sem esmorecer meia década de importantes mudanças em nosso Estado. Nesse tempo, realizamos 66 edições da Operação Viagem Segura, fiscalizamos quatro milhões e meio de veículos e retiramos do trânsito quase 15 mil condutores alcoolizados, salvando assim um número de vidas impossível de mensurar. 

Daqui a cinco anos, queremos comunicar que continuamos no rumo de não haver mais nenhuma perda de vida a lamentar no Estado. Isso porque, se quase todo acidente nasce de uma infração de trânsito, ao coibir esses comportamentos antissociais estamos salvando vidas. Estamos dando limites para quem, mais do que não saber dirigir adequadamente um veículo, não sabe conduzir a si próprio no espaço social. Quando sociedade e autoridades se dão as mãos, o resultado é o que a comunidade gaúcha deseja: mais viagens seguras.

 Diretor-geral do Detran/RS


Endereço da página:

Compartilhar:

Governo do Estado do Rio Grande do Sul