Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.

Início do conteúdo
Página inicial > Últimas > DetranRS recicla 33,8 toneladas de material apreendido em desmanche ilegal

DetranRS recicla 33,8 toneladas de material apreendido em desmanche ilegal

Reciclagem de desmanches
Montante apreendido resultou em 26,9 toneladas de material ferroso e 6,8 toneladas de plásticos, vidros e outros materiais, totalizando 33,8 toneladas encaminhados para a reciclagem - Foto: Divulgação DetranRS - Download HD (224,00 kB)

Após a operação que fechou três desmanches ilegais na Avenida Sertório em Porto Alegre na última terça-feira (16), o DetranRS divulga o balanço do material apreendido. Após a retirada, pela Polícia, das peças identificadas como oriundas de furto e roubo, foram carregados oito caminhões com peças sem comprovação de origem. O montante apreendido resultou em 26,9 toneladas de material ferroso e 6,8 toneladas de plásticos, vidros e outros materiais, totalizando 33,8 toneladas encaminhados para a reciclagem.

A Operação Desmanche foi a primeira grande ação da força-tarefa criada para fiscalização desse tipo de estabelecimento após a entrada em vigor da Lei dos Desmanches. A lei federal estabelece que somente empresas credenciadas ao Estado podem comercializar peças usadas. O Rio Grande do Sul possui hoje 212 desmanches credenciados e mais de cem empresas em processo de regularização.

A fiscalização da força-tarefa será periódica e se estenderá também para o interior do estado. O combate aos desmanches ilegais é uma prioridade para o DetranRS e para o governo do Estado, já que a receptação alimenta um dos crimes mais frequentes e mais violentos hoje: o furto/roubo de veículos.

Consulta a peças

O consumidor também tem responsabilidade de não alimentar o furto/roubo de veículos comprando de empresas irregulares. É possível consultar, no site do DetranRS, a relação das empresas credenciadas ao Estado, os chamados Centros de Desmanches de Veículos (CDVs). Nessas empresas, cada peça comercializada está cadastrada no sistema, vinculada à nota fiscal de compra e ao veículo de origem. As peças dos CDVs também passaram pelo aval de um responsável técnico que atesta suas condições de segurança.

No site www.detran.rs.gov.br/consulta-pecas, é possível localizar quais empresas dispõem da peça procurada.


Texto: Mariana Goldmeier Tochetto/AScom DetranRS
Edição: Léa Aragón/Secom 


Endereço da página:

Compartilhar:

Governo do Estado do Rio Grande do Sul